Lucas 1.45

Feliz é aquela que creu que se cumprirá aquilo que o Senhor lhe disse!

Feliz quem cre Natal de Verdade

Crer é uma das palavras mais destacadas na Bíblia, embora seja também uma das mais negligenciadas pela cristandade. Há muitos que se dizem cristãos, mas não creem em Jesus Cristo verdadeiramente. A Bíblia afirma: Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus (João 3.18). Portanto, crer ou não crer divide a humanidade em dois grupos: de um lado os condenados, do outro lado os que foram salvos da condenação. Você consegue perceber a importância de se crer em Cristo?

As palavras de Isabel, feliz é aquela que creu que se cumprirá aquilo que o Senhor lhe disse, contrastam com as palavras que o anjo Gabriel há pouco tempo havia dito para Zacarias, o marido dela: Agora você ficará mudo. Não poderá falar até o dia em que isso acontecer, porque não acreditou em minhas palavras, que se cumprirão no tempo oportuno (Lucas 1.20). A incredulidade de Zacarias, que duvidou do poder de Deus em torná-lo pai, apesar da velhice (Lucas 1.18), não permitiu que ele participasse, com toda sua saúde, do processo de gravidez de sua esposa Isabel. Por outro lado, Maria não foi cética à mensagem do anjo, ela cria na promessa de Deus e por isso desfrutava daquilo que todo ser humano busca, conscientemente ou não: a felicidade.

A razão pela qual os lábios de Zacarias, em seu tempo, ficaram mudos é a mesma pela qual as bocas dos homens de hoje não confessam Jesus como Deus: a incredulidade. Zacarias, ainda que cresse em Deus, duvidou de Seu poder. Os homens de hoje, ainda que creiam na existência de Deus, desconfiam de Seu poder. Para que haja salvação, o conteúdo da fé deve ser correto. O apóstolo Paulo diz que as pessoas devem, além de confessar a Jesus como Senhor, crer que Deus O ressuscitou dentre os mortos (Romanos 10.9). De fato, reconhecer Jesus como Deus requer absorver a ideia da ressurreição. Entretanto, o mundo considera isso loucura!

A ressurreição de Cristo é parte essencial do genuíno evangelho[1] e está no cerne do conteúdo em que depositamos nossa fé. Paulo ensinou: Se não há ressurreição dos mortos, então nem mesmo Cristo ressuscitou; e, se Cristo não ressuscitou, é inútil a nossa pregação, como também é inútil a fé que vocês têm (1Coríntios 15.13-14). Nem todos creram e nem todos crerão na ressurreição de Cristo, visto que, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por meio da sabedoria humana, agradou a Deus salvar aqueles que creem por meio da loucura da pregação (1Coríntios 1:21). Alguns homens, como os judeus, pedem sinais miraculosos e outros, como os gregos, procuram sabedoria (1Coríntios 1.22). No entanto, a loucura de Deus é mais sábia que a sabedoria humana, e a fraqueza de Deus é mais forte que a força do homem (1Coríntios 1.25). O evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê (Romanos 1.16).

Cristo é o poder de Deus e a sabedoria de Deus (1Coríntios 1.24). Feliz é quem nEle crê. Mahatma Gandhi disse que “não existe um caminho para a felicidade, pois a felicidade é o caminho.” Ele tinha razão, ainda que não soubesse que a felicidade tem nome: Jesus Cristo. A felicidade disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida (João 14.6).

Preste atenção no que Deus tem para lhe dizer. A Bíblia não é um simples guia que nos mostra o que fazer ou não. A Bíblia é um manual que nos mostra como podemos ser felizes ou não. A Palavra de Deus nos apresenta a felicidade de acordo com a perspectiva do próprio Criador. Ele realmente sabe o que ela significa e como podemos desfrutá-la.[2]

Maria era feliz porque cria nas palavras de Deus. Para você desfrutar da felicidade e de um Natal de verdade não é diferente. Creia nas palavras de Deus! Foi Jesus que disse: asseguro-lhes que aquele que crê tem a vida eterna (João 6.47). A promessa é dEle! Seguramente aí não há frustração.

Oração

“Senhor Deus, se crer é a única forma de eu me relacionar com o Senhor, então é isso que eu desejo. Eu creio que Jesus Cristo morreu pelos meus pecados, os quais me impediam de me relacionar com o Senhor. Creio que Ele ressuscitou e me dá a vida eterna. Faça de mim um filho Seu! Amém.”

 


[1] Evangelho é transcrição da palavra grega εὐαγγέλιον (evangelion) que significa boa notícia.

[2] Não se confunda! A perspectiva bíblica de felicidade não está relacionada a posses ou circunstâncias segundo o nosso desejo. A felicidade oferecida por Deus é paradoxal, pois ela nos desafia a perder para ganhar, dar para receber e morrer para viver.

Haz clic aquí para la versión en español

Anúncios