Trocando uma resolução dramática por dez mil pequenas

Esta é a estação, mas não mais a estação do Natal. Está é a estação das resoluções de Ano Novo.

Esta época do ano civil proporciona bastante material para encher blogs, artigos de jornais, shows de televisão, Tweets e postagens no Facebook. Esta é a estação para o dramático ritual anual de resoluções de Ano Novo, abastecidas pela esperança de uma mudança de vida pessoal imediata e significante.

Sejamos honestos. A realidade é que são poucos os fumantes que realmente param de fumar por causa de uma decisão momentânea. São poucas as pessoas obesas que se tornam magras e saudáveis por causa de um dramático momento de comprometimento. Poucas pessoas com grandes dívidas mudam o seu estilo de vida financeiro apenas porque resolveram fazê-lo na passagem do ano velho para o ano novo. Poucos casamentos mudam por conta de apenas uma dramática resolução.

A mudança é importante? Sim. O comprometimento é essencial? Claro que sim! De alguma maneira todas as nossas vidas são moldadas pelos comprometimentos que nós fazemos. Mas o cristianismo bíblico, o qual tem o evangelho de Jesus Cristo no centro, simplesmente não coloca sua esperança em grandes e dramáticos momentos de mudança.

O fato é que o trabalho transformador da graça é muito mais um processo mundano do que uma série de eventos dramáticos. Mudança pessoal e de vida são sempre um processo. E onde acontece este processo? Ele acontece onde eu e você vivemos todos os dias. E onde nós vivemos? Todos nós temos o mesmo endereço. Nossas vidas não pulam de um grande momento para outro. Não, todos nós vivemos no meio do que é essencialmente mundano.

A maioria de nós não aparecerá em livros históricos. A maioria de nós toma apenas três ou quatro grandes decisões momentâneas durante a vida e, muitos anos depois que morremos, as pessoas que deixamos para trás terão dificuldade para se lembrar dos eventos de nossa vida. Eu e você vivemos em pequenos momentos, e se Deus não governar nossos pequenos momentos e não trabalhar para nos recriar no meio deles, então não há esperança para nós, uma vez que é neles em que nós vivemos.

Os pequenos momentos da vida são profundamente importantes justamente porque eles são os pequenos momentos nos quais nós vivemos e que nos formam. É aqui que eu penso que o “Grande Drama do Cristianismo” nos causa problemas. Ele pode nos levar a desvalorizar o significado dos pequenos momentos da vida e a graça das “pequenas mudanças” existentes neles. Uma vez que nós desvalorizamos os pequenos momentos nos quais nós vivemos, nós tendemos a não reparar nos pecados que são ali expostos. Nós falhamos em buscar a graça que nos é oferecida.

O caráter de uma vida não é definido por um ou dois momentos dramáticos, mas em dez mil pequenos momentos. O caráter que foi formado nesses pequenos momentos é o que molda como você responde aos grandes momentos da vida.

Então, se uma resolução de Ano Novo não levar a uma significativa mudança pessoal, o que leva?

  • Dez mil momentos de insight pessoal e convicções.
  • Dez mil momentos de humilde submissão.
  • Dez mil momentos de loucura exposta e sabedoria adquirida.
  • Dez mil momentos de pecados confessados e esquecidos.
  • Dez mil momentos de fé corajosa.
  • Dez mil vezes de escolha pela obediência.
  • Dez mil vezes esquecendo-se do reino focado no eu para correr em direção ao reino de Deus.
  • Dez mil momentos em que abandonamos a adoração à criação para adorar ao Criador.

E o que torna tudo isso possível? A implacável e transformadora graça dos pequenos momentos. Jesus é Emanuel não apenas porque Ele veio à Terra, mas porque Ele faz de você o lugar onde Ele habita. Isso significa que Ele está presente e ativo em todos os momentos mundanos da sua vida diária.

Nesses pequenos momentos, Ele está entregando a você todas as promessas redentoras que Ele fez. Nesses momentos banais, Ele está trabalhando para resgatá-lo de você mesmo e transformá-lo da maneira como Ele quer. Com a Sua soberana graça, Ele conduz você a pequenos momentos projetados para levá-lo além do seu próprio caráter, sabedoria e graça, para que você possa buscar a ajuda e esperança que só podem ser encontradas nEle. Em um processo de mudança que dura a vida inteira, Ele está desfazendo e reconstruindo novamente você – e isso é o que cada um de nós precisa!

Sim, eu e você precisamos nos comprometer a mudanças. Porém, não esperando um grande evento transformador, mas, sim, procurando ser alegres e fiéis, dia após dia e passo após passo, a um processo de insight, confissão, arrependimento e fé.

À medida que este ano dá lugar ao próximo, acorde cada dia comprometido a viver os pequenos momentos de sua vida diária com os olhos abertos e um coração humildemente esperançoso.

Questões Para Reflexão:

1- Você tem resoluções que gostaria de fazer ou maus hábitos dos quais gostaria de se livrar? O que o tem motivado a mudar essas áreas em sua vida?

2- Porque parece ser mais fácil fazer uma grande resolução do que dez mil pequenas? Quais são alguns dos elementos que tornam a rotina diária da vida tão difícil?

3- Como pode a graça de Deus ajudá-lo a tomar dez mil pequenas decisões? Como você pode usufruir das misericórdias que se renovam a cada manhã? (Lamentações 3.22-23)

4- Quais são algumas das lutas espirituais diárias que você tem enfrentado? Que compromissos diários você pode fazer para atuar nessas áreas de fraqueza?

 

Devocional desenvolvido por Paul Tripp. Publicado sob autorização de Paul Tripp Ministries. Para o original, clique aqui. Traduzido por Karen Zambelli.

Anúncios